Mixtape 2.1

_DSC9651

Há meses que são dados a silêncios. Seja pela ausência de palavras, seja pela ausência de canções que estejam aptas para acompanhar os longos momentos de reflexão. São as pausas da partitura musical da vida, indicando os hiatos de silêncio que são tão relevantes para a ritmação da música. Há momentos da vida que levam todas as palavras, sem que haja qualquer explicação ou justificativa. Não é fruto de dores novas, ainda que em momentos de silêncio sejamos revisitados pelas dores antigas, amargores pretéritos que insistem em queimar. Mas não duram. Ou pelo menos não tendem a durar. O silêncio não é uma coisa ruim. Ao contrário, em mim, o silêncio tornou-se crucial para manter a sanidade em um mundo de crescente barulho e confusão. Não são muitos os cantores que me acompanham nos momentos de silêncio – há que escolher aqueles que respeitam hiatos, que compreendem o propósito das pausas, que sabem que dizer e não dizer são duas faces da mesma moeda. Eis aqui, nesta playlist, alguns dos meus companheiros de silenciosa reverência diante do mundo.


Siga a foto para a Mixtape

Clique na imagem para ir para a Mixtape

Atlas:touch – Sleeping at last/ Respect yourself – The Staple Singers / Take me to the water – Nina Simone / Sleep on the floor – The Lumineers / The Silver Lining – The Gold Leaves / I’ve got this friend – The Civil Wars / 20 years – The Civil Wars / Waiting for the World to Fall – Jars of Clay / Clothed in Skin – Benjamin Dunn and Friends / Vem me Socorrer – Palavraantiga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s